Lilian Maus inaugura a individual no dia 04 de abril na Ocre Galeria, em Porto Alegre.

Há mais de uma década, a região de Osório, no Litoral Norte do Estado, vem sendo não apenas o lugar onde a artista e professora do Instituto de Artes da UFRGS, Lilian Maus (Salvador/BA, 1983), mantém seu ateliê, mas, sobretudo, um local de pesquisa, investigação e contato amoroso. De seu olhar atento à fauna, à flora, às lendas e às histórias da região, Lilian vem produzindo uma obra que trama paisagens vistas e sonhadas. A exposição “Miragens – onde dormem os sonhos”, que se inaugura na próxima quinta-feira, 04 de abril, na Ocre Galeria, reúne 31 trabalhos inéditos desenvolvidos nos últimos três anos, cruzando elementos e fábulas da região com outras referências da artista ligadas ao seu percurso poético. Baiana de nascimento, a artista usa o deslocamento na paisagem como método de trabalho e suas andanças reverberam em obras impregnadas de múltiplas temporalidades.

Na mostra, são apresentadas pinturas em acrílica, óleo, guache e aquarela sobre papel e tela. Além disso, há uma instalação no jardim da galeria – acompanhada de performance na abertura – produzida com tecido. A obra é inspirada no pampa gaúcho e na lenda do Boitatá e, a seu lado, teremos a projeção do vídeo Ygápéba, que significa “Jangada”, em Tupi-Guarani. O filme será doado ao Museu de Arte do Rio Grande do Sul (Margs) e é fruto da parceria com o cineasta e fotógrafo Biel Gomes e o músico compositor Vagner Cunha. O trabalho, realizado durante a residência artística Casco, conta com a participação de não-atores moradores de Osório, são eles: Pedro e Emanuel Ávila, Paulinho Biru e Tadeu Marcelino. A perspectiva onírica, como não poderia deixar de ser, inunda toda a atmosfera do ambiente.

Sobre a artista convidada

Lilian Maus (Salvador/BA, 1983) é artista visual e vive entre as cidades de Porto Alegre e Osório/RS. Sua formação inclui os títulos de Doutora em Poéticas Visuais e Mestre em História, Teoria e Crítica da Arte – PPGAV/Instituto de Artes da UFRGS. Graduou-se na Licenciatura em Artes Visuais no IA/UFRGS e no Bacharelado em Artes Plásticas, tendo realizado intercâmbio na Universitat de Barcelona (UB). Desde 2017, a artista atua como professora de Pintura do Instituto de Artes/UFRGS, onde coordena o Programa de Extensão Histórias e Práticas Artísticas (PEHPA).

Suas últimas publicações foram: o catálogo “Lilian Maus – obras” (UFRGS, 2023), o livro infantil “Mar de Brincar” (UERGS, 2021) e o livro de artista “Estudos sobre a terra” (Azulejo, 2017). Desde 2004, a artista vem ministrando cursos e palestras e realizando exposições em território brasileiro e internacional, tendo recebido prêmios nacionais da Funarte, do Ministério da Cultura, da PROEXT-UFPE, e, no Rio Grande do Sul, do Prêmio Açorianos de Artes Plásticas em diversas categorias, além de prêmios internacionais pelo filme Travessia/Passage em festivais de vídeo no Canadá (ALTFF Summer 2019 e no World Independent Cinema Awards WICA Toronto 2021) e na Rússia (New Harvest Film Festival 2019).

Suas últimas individuais foram: “Linhas Cruzadas” (2021), Fundação Força e Luz, Porto Alegre, Vídeo-instalação “, Memórias da água”, no Canal de Irrigação Santa Terezinha, Residência Casco, Passinhos/RS (2021); “Ygápéba” (2021), Intervenção na paisagem, Residência Casco, Lagoa dos Barros, Passinhos/RS; “Navegação Interior” (2020), Casa de Eva, Campinas/SP;  “Cosmogonias Lúdicas” (2020), Sala Habitart, Porto Alegre; “Travessia por terra, água e ar” (2019), Paço dos Açorianos, Porto Alegre; 2018: “Olho d’água: por uma poética de travessia” (2018, curadoria: Márcio Harum, na Galeria Aura, São Paulo.

Os seus trabalhos em pintura, instalação e vídeo já foram exibidos, além de diversos estados do Brasil, nos EUA, no Canadá, no México, no Japão, em Portugal, na Alemanha, na Inglaterra, na Rússia, na Espanha, na Colômbia, no Chile, no Uruguai e na Argentina. Suas obras fazem parte de acervos públicos e privados no Brasil e Exterior. No Rio Grande do Sul possui obras no MACRS, MARGS, Museu do Trabalho, Pinacoteca Barão de Santo Ângelo (Ufrgs), Pinacoteca Aldo Locatelli, em São Paulo, no Instituto Figueiredo Ferraz, em Petrolina (PE), e na UNIVASF.  Atuou como gestora do espaço artístico independente Atelier Subterrânea (Porto Alegre, 2006-2015).

“Miragens – onde dormem os sonhos” pode ser apreciada até 30 de abril próximo, de segunda a sexta-feira, das 10h às 18h, e aos sábados, das 10h às 13h30min. A entrada é franca (detalhes no “Serviço”). Tambem está prevista em abril (com data definita em breve) uma Conversa com o Artista, sob a mediação da curadora Gabriela Motta.

MIRAGENS – onde dormem os sonhos
Lilian Maus
Curadoria de Gabriela Motta

Abertura
04 de abril de 2024, quinta-feira, das 18h às 21h.

Visitação
05 a 30 de abril  2024
segunda a sexta-feira | 10h às 18h
sábados | 10h às 13h30min

Ocre Galeria
Rua Demétrio Ribeiro, 535
Centro Histórico, Porto Alegre-RS

Entrada franca
Recomendação etária: Livre

Assessoria de Imprensa:
Silvia Abreu (MTB 8679-4) | 28/03